Uma visão do que me rodeia

Sempre que escrevo neste blog, será sempre a minha visão pessoal e politica do que se passa á minha volta e no meu dia a dia, nada mais do que isso.

Serra da Freita - distrito Viseu

Serra da Freita - distrito Viseu
Frecha da Mizarela - a sua beleza vale o desvio pela serra.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Uma semana intensa, mas deliciosa.

Ontem foi um dia em que nos despedimos do Keita, da Kanna, do Hikaru, e, do casal Shigemitsus, que nos fizeram companhia nesta última semana.
Posso afirmar que estes dias foram poucos, mas, mesmo assim ajudaram a estabelecer uma forte ligaçao de amizade, não só como se poderia prever entre o Nuno, o Alexandre, a Ana, e, a Diana, e, os elementos da delegação de Omura, mas esta amizade também nos atingiu a nós os pais.
As lágrimas que nos afectaram aquando da despedida no aeroporto são a prova de quanto nos atingiu este pequeno momento nas nossas vidas, que gostaria viesse a perdurar ao longo do tempo.
Um bem haja a todos os que estivemos ligados por estes laços de companheirismo, e, de amizade.
Também quero dar os parabéns à Câmara Municipal de Sintra, e, à Câmara Municipal de Omura por realizarem este intercâmbio entre Jovens dos dois Concelhos, proporcionando  uma ligaçãode duas culturas que estão afastadas na distância, mas que têm tanto em comum.

Ao António Feio

Um até amanhã, fica-me uma memória da tua visita às nossas casas em programas que não se esquecem, e, do homem que perdura.
Obrigado.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Morte dos Patos no Rio Jamor


Uma imensa tristeza pelo que aconteceu na semana passado no Rio Jamor com o aparecimento de dezenas de patos mortos. De lembrar que já no passado também apareceram patos mortos, e, lembro que na última vez também apareceram mortos os peixes que começavam a aparecer no rio.
Espero que desta vez se consiga apurar de facto o que se passou, e, que a autoridade veterinária da Câmara Municipal de Sintra, os bombeiros e o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR que estiveram no local a recolher os patos mortos, e, colheitas de água para proceder à análise do seu estado, nos dêem uma resposta relativa ao sucedido.

Sobre As Comemorações do 13º Aniversário da Cidade de Queluz

Relativamente à iniciativa realizada no passado dia 24 Julho de Comemoração do 13º Aniversário da Cidade de Queluz, não quero deixar de lembrar as minhas palavras no dia 8 Maio de 2009 num discurso em Massamá integrado na campanha eleitoral da CDU.


Nessa ocasião frisei numa parte da intervenção o que passo a citar:

“Até hoje, passados quase 12 anos desde a criação desta nossa cidade, os presidentes das Juntas de Queluz, Massamá, e Monte Abraão nada fizeram para que na cidade de Queluz houvesse um aproximar entre as freguesias, por exemplo, a comemoração do aniversário da criação da cidade – 24 Julho – devia ser uma manifestação condigna e não o deixar passar sem qualquer referência.”

Por isso hoje sinto-me com uma certa satisfação por se ter conseguido, no passado sábado, dar um primeiro passo  nestas comemorações conjuntas das Freguesias de Queluz, Monte Abraão, e, Massamá,  mesmo tendo a noção de que se deve melhorar mais para os próximos Aniversarios, pois é necessário dar ainda mais dignidade a esta data festiva da nossa Cidade.

Também, penso, que é necessário encontrar novas formas de aproximação entre as Freguesias desta cidade, em iniciativas conjuntas, em prol dos cidadãos da Cidade de Queluz, para que futuramente se consiga estabelecer uma ligação forte entre os fregueses e a sua Cidade.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Keita

Ontem chegou uma visita à muito aguardada em casa, um Jovem Japonês de 15 anos, de nome Keita, que vem viver uma semana com a minha família. Sendo esta deslocação realizada através do intercâmbio entre  a Câmara Municipal de Sintra e a Câmara de Omura - Japão, que tenta estabelecer uma ligação com uma terra que só agora soube tem uma forte ligação no passado com os portugueses.
Acho que estes dias para mim e restante família vão ser de aprendizagem de uma cultura diferente, e, sobretudo a aprendizagem de comunicação entre pessoas que praticamente não tendo uma lingua comum, e, de difícil entendimento para ambas as partes, terão de conviver e procurar encontrar soluções para as questões que nos vão aparecendo.
Mas tudo correrá  bem e espero proporcionarmos uma boa estadia ao nosso já novo filho.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Comemoração 13º Aniversário da Cidade de Queluz


Venho convidar todos os que vivam na Cidade de Queluz, e, não só, a estarem presentes no próximo Sábado dia 24 Julho pelas 16 horas, na iniciativa conjunta a realizar pelas Juntas de Freguesia de Queluz, Monte-Abraão, e Massamá, para a Celebração do 13º Aniversário da Criação da Cidade de Queluz.
Esta iniciativa decorrerá no Jardim Conde de Almeida Araújo na Freguesia de Queluz (Jardim onde se encontra a sede da Junta).


Durante a tarde vai-se assistir a actuação do Grupo Coral e Instrumental Heróis da Música, da Banda da Sociedade Filarmónica Nossa Senhora da Fé do Monte Abraão, Grupo Coral da Associação de Reformados Pensionistas e Idosos de Queluz, da Liga Amigos de Queluz (Escola de Música) e ainda de José Manuel.

Se quiser passar uma tarde diferente venha assistir a este espectáculo.

terça-feira, 20 de julho de 2010

3º Passeio Temático - O Monte dos Vendavais

Vai-se realizar no próximo Sábado dia 24 Julho 2010, mais um Passeio Temático a Queluz, este 3º Passeio será sobre o Tema "O Monte dos Vendavais".

O passeio tem início às 09h30 na estação de Queluz do lado da Av. Dr. Miguel Bombarda. Com o acompanhamento de Pedro Hernâni Paulo vamos visitar a Biblioteca de Queluz, a Quinta do Mirante (Moinho de Vento) e o Casal de Baútas (Antigo Povoado do Fortificado).

A hora prevista para terminar é às 13h00 e podem participar adultos e crianças.

Este passeio embora gratuito necessita de inscrição prévia, por isso envie pf um email até às 17h00 do dia 23 de Julho, indicando o seu nome e número de contacto para comunicacao@jf-queluz.pt ou ligue 21 434 66 10.

Para quem queira saber mais sobre a nossa Freguesia, venha passear um pouco e recebar algumas informações sobre esta zona de Queluz.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Ouvir Moradores Av.Miguel Bombarda

Para continuar uma prática existente na CDU de auscultação das populações, e sendo um objectivo de que não abdicamos, e, que não o praticamos só nas alturas das eleições, vamos realizar uma iniciativa com os moradores da Av. Miguel Bombarda.
Esta iniciativa vai realizar-se amanhã sexta-feira 16 Julho pelas 18h30m.


Com esta acção pretendemos ouvir os moradores sobre a sua opinião relativa às obras efectuadas pela C.M.Sintra, nesta Avenida.

Nesta acção estarão presentes Pedro Ventura candidato da CDU à C.M.Sintra e eu também estarei presente uma vez que fui candidato no último acto eleitoral da autarquia e neste momento sou vogal da Junta de Freguesia de Queluz.
 
Assim apelo a quem puder e estiver interessado que venha ter connosco e nos exponha as suas opiniões para que possamos da nossa parte cada vez mais responder aos anseios dos cidadãos de Queluz

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Defesa do Consumidor - Sessão Informativa sobre Vendas Agressivas

Na continuação da actividade do pelouro - Defesa do Consumidor, a JUNTA FREGUESIA DE QUELUZ em colaboração com a DECO e a UNIQUE, vai realizar uma sessão informativa com a participação da Jurista  Drª Ana Ferreira, sobre a realidade de recebermos quase todos os dias incentivos para adquirir produtos ou serviços, através das chamadas Vendas Agressivas.
Esta sessão vai ter lugar dia 19 Julho 2010 pelas 15 horas, nas instalações da  UNIQUE - Universidade Sénior de Queluz situadas na Rua D.Pedro IV, nº 28 B (Na rua dos Bombeiros Voluntários Queluz).
A entrada é gratuita e não necessita de reserva, por isso quem puder participar venha colocar as suas dúvidas e obter mais informação sobre este tema especifico.
No futuro irei tentar continuar estas acções de informação na prespectiva da defesa do consumidor e cidadão de Queluz.

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Sobre a Moção da CDU relativa à Estação de Queluz-Belas

Gostava de hoje abordar a moção que foi apresentada pela CDU, na sessão da Assembleia de Freguesia de Queluz do passado dia 28 junho.
Esta moção tinha vários considerandos que os cidadãos de Queluz sentem em relação ao estado em que a estação se encontra.
Mais uma vez vemos que vogais da assembleia põem de lado as questões da freguesia, para votarem numa perspectiva partidária, chegando a afirmar que a questão das escadas rolantes não existia, e que funcionavam normalmente.
Para mim, mesmo a questão central que nos afasta destes partidos que seria a de que aos utentes com passes sociais, não deveria ser cobrado o estacionamento do parque existente da refer, para evitar o que acontece hoje com um congestionamento de viaturas estacionadas nas vias adjacentes (e em alguns sitíos paradas na via ilegalmente, e criando vários problemas no trânsito).
Para que tenham uma informação da proposta apresentada, (esta moção foi chumbada só com os votos favoráveis da CDU e do BE) na assembleia, passo a descrevê-la.

"Considerando que a população de Queluz é uma população extremamente envelhecida, o que torna a sua mobilidade mais reduzida;
Considerando que as acessibilidades à estação de Queluz,nomeadamente as escadas rolantes e os elevadores, se encontram constantemente avariadas, sendo que as escadas rolantes do lado da Av.Miguel Bombarda se encontram paradas há mais de um mês;
Considerando que o parque de estacionamento da Refer mantém-se com um aspecto abandonado e inseguro para quem dele usufrui ou para quem nele passa.
A Assembleia de Freguesia de Queluz exige, da parte da Refer:
Um controlo e resolução mais eficiente das avarias nas acesibilidades à estação, não permitindo que a população fique lesada, como tem sido no último mês, e em múltiplas outras ocasiões.
Uma melhor manutenção do parque de estacionamento evitando a sua degradação e garantindo a segurança de pessoas e bens.
A criação de um passe gratuito para os utilizadores da rede de comboios, de forma a descongestionar o estacionamento nas vias adjacentes de acesso à estação.
A presente moção, deverá ser remetida à Assembleia e Câmara Municipal de Sintra, bem como a Refer"

Só quero chamar a atenção de que a própria Refer já publicamente reconheceu a necessidade de proceder relativamente ao parque de viaturas que é necessário a sua manutenção através da "melhoria das condições de iluminação e instalação de sinalética informativa das condições de utilização do parque de estacionamento."

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Voto de pesar pela morte de José Saramago

Na Assembleia de Freguesia de Queluz do dia 28 Junho, foi apresentada pela bancada da CDU, um voto de pesar pela morte de José Saramago.
Este voto foi aprovado por unanimidade pelos vogais presentes na Assembleia de Freguesia, após a votação toda a sala prestou homenagem com a realização de um minuto de silêncio.
Para que sejam conhecedores do descritivo do voto de pesar aprovado, passo a transcrevê-lo na integra.

"Voto de pesar pela morte de José Saramago

Nasci numa família de camponeses sem terra, em Azinhaga, uma pequena povoação situada na província do Ribatejo, na margem direita do rio Almonda, a uns cem quilómetros a nordeste de Lisboa. Meus pais chamavam-se José de Sousa e Maria da Piedade. José de Sousa teria sido também o meu nome se o funcionário do Registo Civil, por sua própria iniciativa, não lhe tivesse acrescentado a alcunha por que a família de meu pai era conhecida na aldeia: Saramago.

Assim começou, pelas próprias palavras do autor, a vida do homem que viria a ser muito mais do que os sonhos mais atrevidos e ambiciosos poderiam jamais imaginar, para um menino pobre de uma aldeia de Portugal. O menino fez-se homem e contra todas as mais comuns e censuradoras expectativas fez-se um génio! Um homem de uma dimensão humana, intelectual e espiritual gigantesca. Um homem que pautou toda a sua vida pela forte e inabalável convicção, que neste mundo há direitos que não podem ser ameaçados. Um homem que nunca deixou, que a ameaça do politicamente incorrecto, ou das falsas polémicas, o fizessem ser quem não era.

José Saramago foi e é, porque os génios nunca morrem, talvez o maior escritor da língua portuguesa, trouxe para Portugal a honra e o prestígio imenso do Nobel da Literatura e deu a conhecer o nosso país ao mundo, porque quem já leu sabe bem, Saramago escrevia sempre sobre Portugal.

Nada mais injusto então, do que as palavras daqueles que acusavam Saramago de renegar ao seu país, pois Saramago era a pátria, a voz incansável e afoita de um Portugal que fechado na sua concha de ditadura mal resolvida, desejava ver mais além e sonhar com uma sociedade mais justa e solidária. Aliás como o próprio disse recentemente, “nunca renunciei a Portugal, fazê-lo seria como renunciar ao meu próprio sangue.”

Mas e se de repente a humanidade ficasse cega? Não do negrume habitual mas de uma claridade ofuscante! E se de repente um frade, um maneta e uma mulher construíssem de madeira um pássaro e voassem dentro dele? E se de repente a morte não matasse mais? E se Portugal e Espanha fossem um só, mar adentro, afastando-se mais e mais da velha Europa a caminho do novo mundo?

Criaste mundos impossíveis e tornaste-os possíveis ainda por cima!

Quem eram as tuas personagens senão nós? Senão tu mesmo? Porque não deixaste as respostas cirúrgicas, as mezinhas para o nosso conforto imaginário? Deixaste as perguntas, as dúvidas corrosivas, a vontade de procurar e de olhar para dentro quando à volta já for pouco!

A morte ficará sempre a ganhar por isso dá-nos uma vida de avanço. E tu, gastaste a vida que te deram a tornares-te imortal…

Não nos perdemos porém, no meio da sua fabulosa obra, e erguemos também em saudação a memória do camarada leal, que toda a vida se manteve ao lado do partido comunista português, movido por um compromisso feroz e por vezes sublime, com o ideal de Abril.

Aqui te saudamos, sem nos despedirmos camarada. Lembrando os que como tu nos deixaram para sempre o legado da obra social, política, artística e humana. Os que nos marcaram e mudaram, para que essa mudança se reflectisse nos que nos seguirão e no seu mundo. Porque o homem tomba mas as ideias não! Até sempre Saramago!!!!"

As minhas fotos

As minhas fotos
Reflexo