Uma visão do que me rodeia

Sempre que escrevo neste blog, será sempre a minha visão pessoal e politica do que se passa á minha volta e no meu dia a dia, nada mais do que isso.

Serra da Freita - distrito Viseu

Serra da Freita - distrito Viseu
Frecha da Mizarela - a sua beleza vale o desvio pela serra.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Apresentação do Hino da Cidade de Queluz

No próximo Sábado, dia 2 de Julho, pelas 21h30, em frente ao Palácio Nacional de Queluz, numa colaboração conjunta entre as Freguesias de Queluz, Monte Abraão e Massamá e a Banda Sinfónica do Exercito, realiza-se uma cerimónia de apresentação do Hino Oficial da Cidade de Queluz. Nesta noite irão também actuar o Grupo Coral de Queluz, o Grupo Coral Encontro de Queluz, o Grupo Coral S. Bento de Massamá, e, o Grupo Coral Allegro além da Banda Sinfónica do Exército.
Este evento terá entrada livre.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Queluz Jazz 2011

No dia 9 de Julho (Sábado) pelas 21h30 o Jardim Conde Almeida Araújo recebe a primeira edição do Queluz Jazz, com a actuação de “Mademoiselle Brel” e No dia 9 de Julho pelas 21h30 o Jardim Conde Almeida Araújo recebe a primeira edição do Queluz Jazz, com a actuação de “Mademoiselle Brel” e “Sara Belo Trio”. Reserve já na sua agenda.

"Os Mademoiselle Brel" nasceram algures entre Lisboa e Bruxelas. Numa paixão pela língua e cultura francesa, Rita Pimentel, vocalista e mentora deste projecto recentemente refrescado, recupera temas de autores marcantes da música francesa de Piaff ao belga Jacques Brel, de Pia Colombo a Gainsbourg. Lançado o mote, Rita convidou músicos de jazz para os arranjos: Iuri Gaspar (piano), Gil Pereira (contrabaixo) e João Silva (bateria). Um projecto onde a poesia e a palavra têm também lugar, ou não estivéssemos na presença de temas com letras marcantes de épocas de sonho e liberdade, de amor, luta e denúncia. Fará tudo isto sentido?

Voz: Rita Pimentel
Piano: Iuri Gaspar
Contrabaixo: Gil Pereira
Bateria: Luís Gaspar

Os “Sara Belo Trio” tem um repertório essencialmente jazzístico, com incursões no bossa nova e na música portuguesa. Conhecendo-se há diversos anos, tendo tocado em diversas situações e também em outro tipo de projectos, há uma grande cumplicidade entre os intérpretes e a música flui entre eles. Com uma sonoridade quente, proporcionada pelo trio de instrumentos usados e pelo reportório escolhido, é um grupo ideal para criar um ambiente acolhedor e íntimo.

Voz: Sara Belo
Guitarra Eléctrica: Miguel Barrosa
Contrabaixo: Nuno Correia

Uma noite a não perder.

Acção Sensibilização Sobre Segurança

Com o objectivo de aproximar mais a Polícia aos Cidadãos a Junta de Freguesia e a PSP de Queluz realizam, no próximo Sábado dia 2 de Julho, pelas 14h30, no Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, uma sessão de esclarecimento junto da população de Queluz. Serão abordados temas como, agir se for vítima de roubo na rua ou no domicílio, como alertar as crianças para os perigos da sociedade actual e ainda uma abordagem especial aos comerciantes, que nos dias de hoje estão muito vulneráveis à violência urbana.

Não falte, a entrada é livre e não necessita de reserva.
Salão Paroquial da Igreja de Nossa Senhora da Conceição.
Rua Paulo Reis Gil - Queluz

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Feira do Livro e do Artesanato em Queluz

A partir desta Sexta-Feira e até dia 26 de Junho realiza-se no Parque Urbano Felício Loureiro, em Queluz a Feira do Livro e do Artesanato. Uma feira organizada pela Câmara Municipal de Sintra com o apoio da Junta de Freguesia de Queluz.
Todas as noites têm animação garantida e durante a tarde dos fins-de-semana haverá também a actuação de Bandas Filarmónicas e Ranchos Folclóricos. Estamos a contar com a sua visita.
Programação:
17 de Junho – 21h30 – José Manuel
18 de Junho – 16h00 – Banda Filarmónica de N.ª S.ª da Fé do Monte Abraão
18 de Junho – 21h30 – Bruno Ribeiro
19 de Junho – 16h00 – Grupo Folclórico de Belas
19 de Junho – 21h30 – Fátima Dias
20 de Junho – 21h30 – Fernando (Teclista e Vocalista)
21 de Junho – 21h30 – Ruben Rodrigues
22 de Junho – 21h30 – Ricky Carreira
23 de Junho – 16h00 – Rancho Folclórico “Os Canteiros” de Vila Verde
23 de Junho – 21h30 – Tony
24 de Junho – 21h30 – Chico Moreno
25 de Junho – 16h00 – Rancho Folclórico Etnográfico e Saloio do M.T.B.A
25 de Junho – 21h30 – Sérgio Rossi e Trio Musical
26 de Junho – 16h00 – Orquest. Ligeira da Soc. Filarmónica União Assaforense
26 de Junho – 21h30 – Carla Carrapeto

Horário da Feira: Seg. a Quinta das 17h00 às 23h30, Sex. das 17h00 às 24h00, Sáb. das 15h00 às 24h00, Dom. e feriado das 15h00 às 23h30.
Faça a sua visita à feira , e, informe os seus amigos

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Dia 5 Junho, é tempo de votar CDU


Dia 5 de Junho, é um dia que com o nosso voto poderemos fazer com que o país mude, e, cada voto a mais na CDU vai contribuir para eleger mais deputados do PCP e de “Os Verdes”, para dar força à nossa luta, para estar em condições de derrotar o projecto que ai vem - de coligação do PS, do PSD e do CDS - do FMI/BCE/UE», os tempos que ai vêm são difíceis e exigem que a CDU, a única força capaz de impulsionar o combate, tenha mais força ao serviço dos trabalhadores e da população deste país.
Para os que dizem que a CDU não tem programa, nem projecto, aqui vos deixo o link para que possam ler as nossas propostas, e, podem ter uma certeza que é um programa que é ao mesmo tempo compromisso e condição de ruptura e de construção de uma nova política.


O PCP não abdica da independência e soberania nacionais, recusa uma política de austeridade para os trabalhadores e o povo, e de enriquecimento dos capitalistas. O País precisa de uma política alternativa, orientada para o desenvolvimento e crescimento económico, recusando a recessão, o desemprego massivo, o aumento das desigualdades e o empobrecimento dos portugueses. Um governo para salvar o País, orientado por uma política patriótica e de esquerda que, correspondendo ao conteúdo e valor próprios da Constituição da República e dos ideais de Abril, permita responder aos problemas nacionais, ao contrário de um governo dito de «salvação nacional», juntando precisamente aqueles que têm enterrado e querem continuar a enterrar o País.
Um governo cuja viabilidade está nas mãos do povo português, constituído com base nas forças e sectores políticos, democratas e personalidades independentes, que se identificam com a política patriótica e de esquerda, apoiado pelas organizações e movimentos de massas dos sectores sociais anti-monopolistas.

Por tudo isto dia 5 Junho, não desperdices o teu voto! VOTA CDU, e sabes que o voto não é um voto perdido.



As minhas fotos

As minhas fotos
Reflexo